16 de julho de 2011

O MUNDO DE ROSPO — 3



 O BAILE DE FANTASIA


Rospo foi ao baile de fantasias da Sapabela. Ao chegar, despertou a curiosidade de todos, que não viram fantasia nenhuma. Desfilou pelo salão com um largo sorriso na face.
—Rospo! Gostou da minha fantasia de Julieta?
— Linda, Sapabela. É a própria.
—Pois é, falta um Romeu. Mas, e a sua fantasia, Rospo? Esqueceu?
— Não está vendo o tamanho do meu sorriso?
— Estou. Isso é fantasia?
— Claro.
—E que fantasia é? Posso saber?
— De menino que foi ao circo.


_____________________________________

Olá!
Que fila para entrar no cinema!
E plena meia-noite...
Mas hoje, estamos aqui. Com novas histórias, e uma ALGAZARRA DAS LETRAS.
Um bom sábado para todos.


_______________________________________________________


_______________________________________________________


 sob autorização
Eu gosto do Rospo! — Melissa Alves, 10 anos


______________________________________________________





_________________________________________________________



ROSPO E O SONHO






Rospo corre ao vento, atravessa varais, canaviais, cais.
Na corrida, encontra uma velha amiga.
—Sapabela! Que alegria encontrá-la!
— Mas, aonde vai tão apressado, Rospo?
— Estou correndo atrás dele.
— Não vejo nada.
—Às vezes ele é invisível aos olhos alheios.
— Ele quem?
— O sonho.
—Você corria atrás dele?
— Sim, devemos sempre correr atrás dos nossos sonhos.
— Um sonho foge da gente, Rospo?
—Não, Sapa, ele apenas quer ser alcançado.


MARCIANO VASQUES    
 Histórias do Rospo - 6

______________________________________________________________


Lançamento hoje, pela editora BEST BOOK, 
do meu novo livro.
Chegou ALGAZARRA DAS LETRAS!


ALGAZARRA DAS LETRAS
pode ser encontrado diretamente 
no site da editora NOOVHA AMÉRICA

E estarei em agosto na FELIT, em São Bernardo do Campo, autografando.
Felit é uma feira de livros
_________________________________________________


A SAPA @

Estava o Rospo meditando na beira do lago, ao vivo, pensando no que o fanatismo pode fazer para um sapo, quando chega a amiga Sapabela, com uma nova sapa.
—Rospo, que faz aí tão sozinho?
— Contemplo a natureza, e me ponho a cismar, alguns pensamentos sem rumo, só por distração.
— Apresento  a minha amiga Sapa @ , a nova moradora da Sapolândia.
@? Que nome original...
— Ela é louca por Internet.
— Viciou?
— Qual o seu nome mesmo? Pergunta a nova Sapa, para Sapabela.
— Sapabela.
—Bonito nome, não esqueço mais: WWW. Sapabela.
— WWW?
—"É maluca!" - Pensa o Rospo.
—E o seu nome?
— Rospo.
—Prazer, Senhor Rospo.com
Rospo. com?
— Bem, vamos indo. Preciso mostrar a Sapolândia para a @
— Apareça sempre que quiser conversar, minha querida.
— Sim, senhor Rospo. com. Farei isso, mas, qual é mesmo a senha?
— "Senha?"
As duas continuam o passeio.
—Que internauta atencioso o seu amigo...
— Internauta? Ele estava apenas contemplando o lago...

HISTÓRIAS DO ROSPO — 7
Marciano Vasques








O CORCEL ALADO


 —Rospo, continuo na minha incansável busca da felicidade.
—- Quer jogar xadrez, Sapabela?
— Não procuro diversão. Busco a felicidade.
—Vamos ao cinema? Quer jogar boliche?
—Não, Rospo, não...
—Ao baile?
— Rospo, tente entender! Eu procuro a felicidade.
—Você já sabe onde encontrá-la, Sapabela...
—Pois é, meu caro amigo, enquanto não a tiver dentro de mim, as coisas que você falou não passarão de apenas diversão...
— Eu entendo, eu entendo...

MARCIANO VASQUES

 Histórias do Rospo - 8



Um bom sábado para todos!

 Marciano Vasques
_______________________________________________________

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...